as

POR QUE MAIOR, MAIS MAGRO E MAIS FORTE É DIFERENTE

VOU CONTAR UMA COISA que os reis da indústria multibilionária da saúde e do fitness
não querem que você saiba: você não precisa de nada daquela porcariada toda
para ficar súper em forma e ter a melhor aparência de sua vida.
• Você não precisa gastar rios de dinheiro todo mês com suplementos que não
servem para nada, ao contrário do que propagam os viciados em esteroides.
• Você não precisa mudar constantemente suas séries de exercícios para
“confundir” seus músculos. Estou seguro de que os músculos não têm capacidade
cognitiva, de modo que insistir em fazer isso de forma não planejada é apenas
uma boa maneira para deixar você confuso.

• Você não precisa torrar baldes de proteína em pó todo mês, se entupindo todo
dia de proteína suficiente para alimentar um povoado inteiro do terceiro mundo.
• Você não precisa se matar todo dia na academia, com séries e mais séries de
exercícios, numa escalada interminável. (Aliás, essa é uma maneira excelente de
você não conseguir progredir, ou de não chegar a lugar nenhum.)

• Você não precisa aturar horas e horas de tediosos exercícios para queimar
aquela feia gordura abdominal, a “borda recheada” na parte de trás da cintura, e
ter o abdome definido. (Com quantas barrigas flácidas de gente caminhando
horas numa esteira você já não topou?)
• Você não precisa se abster radicalmente de alimentos que não alimentam para
chegar a ter um índice de gordura corporal menor de 10%. Se planejar
corretamente as refeições desse tipo, pode inclusive acelerar seu metabolismo e
perder gordura ainda mais depressa.

Como emagrecer com saude

Essa foi apenas uma amostra das falácias mais prejudiciais em que a maioria dos
homens acredita, falácias que levam você para o fundo do poço da frustração e
que, inevitavelmente, farão você desistir, porque elas simplesmente não trazem
resultados, ou, se trazem, são muito poucos.
Na realidade, foi isso que me motivou a escrever Maior, mais magro e mais forte.
Durante muitos anos tive amigos, parentes, conhecidos e colegas de trabalho que
me procuravam pedindo algum conselho sobre condicionamento físico; quase
sempre vinham convencidos de que eram verdade algumas ideias estranhas e
impraticáveis sobre alimentação e exercícios.

Dando a eles as mesmas informações que estarei daqui a pouco transmitindo a
você, ajudei muita gente a dissolver gordura, ganhar músculos fortes e atraentes e
não apenas ter uma aparência ótima, mas também se sentir muito bem. E, apesar
de ajudar amigos, amigos de amigos e parentes seja muito gratificante, quero
poder ajudar milhares de pessoas (ou dezenas de milhares, ou centenas de
milhares!). Foi com essa intenção que escrevi Maior, mais magro e mais forte.
Agora, de onde vêm tantos mitos sobre nutrição e condicionamento físico?

Bom, não quero ficar desperdiçando seu tempo com chatices como a história do universo
do halterofilismo, dos suplementos e de fontes de informação, mas em poucas
palavras é o seguinte: quando as pessoas se dispõem a gastar vultosas quantias de
dinheiro em certos tipos de produtos, ou para solucionar problemas específicos,
nunca faltarão coisas novas e “super-recentes” que as ajude a esvaziar a carteira, e
sempre haverá um batalhão de marqueteiros brilhantes inventando novos
esquemas para manter as pessoas gastando.